segunda-feira, 5 de setembro de 2005



"ME CANSEI DE LERO-LERO DÁ LICENÇA MAIS EU VOU SAIR DO SÉRIO EU QUERO MAIS SAÚDE!!!!" (Rita Lee)


A vida não está fácil. Nem para mim, nem para você, nem para ninguém. Só que hoje eu tirei o dia para agradecer. Mesmo com contas para pagar e dúvidas sobre o futuro. Eu quero colo, eu quero um amor pra ocupar o lugar, eu quero um beijo. Meu computador não funciona, o furacão katrina pegou o mundo de surpresa, as respostas não estão onde eu procuro. Eu quero paz, quero solidariedade, quero um pouco mais de respeito e quero escrever sem chorar. Eu quero tanto e preciso de tão pouco. Por isso, eu peço: alguém aí coloca um pouco de vergonha na minha cara? Porque viver é ser. E eu sou, meu Deus do céu, eu sou. Meio desajeitada, meio apressada, meio abusada, mas sou. E tenho saúde, eu tenho S-A-Ú-D-E!!! Alguém aí está me ouvindo? Me desculpa por reclamar da luz que queimou, dos vendedores de telemarketing, das pessoas que falam em gerúndio, do meu orgulho ferido que não sara, das minhas angústias. Eu não ligo. Eu não estou nem aí para coisas pequenas, emails forjados, cheque-especial e frases mal-feitas. Eu não estou nem aí para tudo o que possa ser consertado. Para tudo o que tem solução. Eu tenho saúde e saúde a gente não compra. Não se compra saúde no Submarino, em lojas de 1,99, não se compra saúde na Daslu. Não, gente, saúde a gente tem, a gente conserva, a gente cuida, mas às vezes... sei lá, a gente perde. Estou triste porque o mundo lá fora está doente. Uma amiga querida está com o pai e a mãe muito doentes e eu me sinto impotente. Fazer o quê? O que eu posso fazer para diminuir a dor dessa pessoa que há mais de quinze anos só me traz alegria? O que eu posso fazer pra ver os olhos dela sorrirem de novo? Alguém me responde? Ter fé. Rezar. Ficar ao lado dela, já que o pai não tem muito tempo por aqui. Eu sei que situações como essa não são boas de se comentar, mas é um alerta. Para todos nós. Para todos nós que temos saúde ou que temos cura e podemos viver, ser e ajudar. Ajudar o outro, dar a mão, segurar a lanterna. Vamos viver cada minuto, vamos amar cada segundo, vamos nos preocupar com o que realmente importa. Vamos seguir aqueles conselhos que ouvimos desde crianças e não damos bola: cuide do seu corpo, cuide de sua alma, alimente seu espírito, se apaixone perdidamente por você mesma. Assim, só assim, poderemos ser gente suficiente para agüentarmos firmes quando a vida nos pegar. De surpresa.

VAMOS COMEÇAR POR NÓS...
Isso é um convite e uma opção.

0 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!