Para todas os obcecados e os rejeitados,
E para todos os amores perdidos.


Vamos encarar a realidade? Vamos colocar os pingos nos is? Se você não está feliz, o problema é seu. Sim, meu amigo, sinto dizer. O problema é seu. (Única-e-exclusivamente seu). O problema não é meu. O problema não é dele. O problema não é do destino. Nem da novela-das-oito. A pior coisa no mundo (e mais covarde também) é distribuir culpas e se tornar vítima do próprio sofrimento. Mas não te culpo. Nós crescemos assim. Jogamos a responsabilidade de ser feliz nas mãos dos outros. Vai dizer que não? Vai dizer que você nunca disse a eterna frase dos acorrentados: a culpa não é minha!!!! Ah, sei... Se a vida é sua, a culpa de você estar aí, decepcionado, inquieto, cheio de raiva no coração é das pessoas que inexplicavelmente se voltaram contra você? Sinto te informar que não. A culpa é sua, sim. Aceite. Aceite sua culpa como sua máxima verdade. Tome-a nos braços. Você é culpado pela sua infelicidade. Pela sua felicidade. Pelo que você faz e recebe da vida. Decorou? Então tome nota. O que você plantou, estará na sua mesa. Não é fácil, eu sei. E eu digo isso porque preciso acordar. Eu não posso dizer que ele me decepcionou. Eu não tenho o direito de achar que meu coração tem duzentos e cinqüenta e cinco cicatrizes porque o amor é uma faca afiada que corta. Vamos jogar aberto. A culpa é minha. Eu dei meu coração. Eu criei expectativas. Então, com sua licença. A culpa é minha. Minha culpa. Minha feia culpa que é minha e de mais ninguém. Minha culpa de sete pontas. Minha culpa que me faz olhar a vida e me sentir personagem principal de uma página triste. E não é só triste. É uma culpa boa. Porque também me faz exercitar um sentimento maior (e mais brilhante que o mundo): o perdão. Se eu pudesse escolher um verbo hoje, eu escolheria perdoar. Assim, conjugado na primeira pessoa, com objeto direto e ponto final: eu me perdôo. Não, eu não te perdôo porque não tenho porque te perdoar. Tenho que perdoar a mim. A mim, que me ferrei. Me iludi. Me fodi. Me refiz. Me encantei. A culpa é minha. Minhas e das minhas expectativas. Minha e das minhas lamentáveis escolhas. Minha e do meu coração lerdo. Minha e da minha imaginação pra lá de maluca. Então, com sua licença, deixe eu e minha culpa em paz. Eu e meu delicioso perdão por mim mesma. Eu só te peço uma coisa. Pare de culpar a vida. Pare de ter pena de você. Se assuma. Se aceite. Se culpe. Se estrepe. Se mate. Mas se perdoe. Pelo amor de Deus, se perdoe.


(Somos todos culpados, se quisermos. Somos todos felizes, se deixarmos.)


(Quem tiver Twitter, é meu é www.twitter.com/fernandacmello.
Fiz o meu hoje e irei colocar frases e notícias diárias sobre o lançamento do meu livro Princesa de Rua, que será em junho. FOLLOW ME, PEOPLE!).


obs: Esse texto é de agosto de 2005! Mas resolvi postá-lo hoje porque acho autopiedade a coisa mais vagabunda do mundo...

50 Fala, coração!:

Flavia disse...

SE ASSUMA --> SUMA!

CULPA NOSSA SE A GENTE É TÃO FELIZ NÉ??????

Ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei!

Lollinho disse...

Nunca li nada tão verdadeiro e tão cruel quanto este texto. É cruel pq a verdade dói. Todo mundo entra pelo cano uma hora ou outra. E todo mundo se esquece que, se estamos nessa situação, é porque nos colocamos lá. Tomamos todas as decisões das nossas vidas e, na hora das consequências, lá estamos nós, chorando no ombro dos amigos e perguntando "como foi acontecer isso comigo" ou "por que fizeram isso comigo"??? É difícil, mas é a vida. O que nos resta é aprender com os erros e assumir (com muita coragem...) que estamos arrasados por causa de decisões que tomamos sozinhos. Não por culpa de ninguém!!! É... a verdade é dura e a carapuça entra até a cintura. rsrsrsrsrsr.
Vou dormir com essa...

bjos a todos

thay disse...

Ahhhhhhh, eu tenho esse texto salvo aqui da época do outro blog. Nem preciso dizer que AMEI né???

Ai, eu apanho demais pra esse twitter! hahahaha

E junho que não chegaaaaaaaaa??? Tô louca com o livro!!!!

Karina Baldinho disse...

CHEGA... Que vergonha... esse texto é p minha fase... to colocando a culpa na vida... Que feio isso. Tudo CULPA MINHA.

XU AMEI AMEI

ADOREI O PUXÃO DE ORELHA!

TE AMO!

E QUE VENHO O LIVRO!!! NÃO VEJO A HORA!!!

Karina Baldinho

Ingrid disse...

Verdade difícil de engolir mas totalmente certa essa que você colocou no texto! Adorei! Muito bom mesmo, assim como os outros =)!
Você ganhou mais uma leitora e seguidora assídua do blog.

Tô de olho no lançamento do livro ;)

beijo!
Parabéns ;)

disse...

Lindo texto!!!
Concordo contigo!
Cada um tem a vida que escolhe para si..ngm eh culpado po nada ke nos acontece!


Ahhhhhhhhhhhhhh..eu quero mto mto mto o teu livroooooo!!!!


Bjussss guria!

Anônimo disse...

Sou fã! Se vc postar um ponto final aqui simples e seco, estarei admirando a sua ousadia. Adoooooro esse blog! Perfeito!

Anônimo disse...

Ah não vejo a hora deste livro sair... você bem que podia avisar com um tempinho ai para gente ir (eu sou de SP). Adorei o texto e por conhecidencia tinha comentado algo do tipo no meu fotolog hoje... era assim:

"*Hoje é o meu dia de ser feliz!! Não tenho vocação pra martiri ou sofredora. Eu choro, sangro, quase morro (já que sou sempre exagerada) mais sempre passa. Sempre!!! Afinal "a dor é inevitável, o sofrimento é opcional", certo?? Então bola pra frente!!!!"

Beijos Fe!

KÁTIA BRITO

ALE ALEMMMMMMMMMMMM disse...

Demais, é a mais pura realizada, nua e crua, nós como seres humanos, com todos os defeitos, efeitos,desse mundo, queremos sempre arrumar algo em quem culpar, mas muitas vezes mesmo, nós não queremos enxergar dentro do nosso eu.
Amei, amei, mesmo , muito, e vc Fê minha linda, sempre nos surpreendendo...
linda...
bjkas

Rai.~ disse...

E gente que mente pra si mesmo?
Jolga a culpa da própria infelicidade nos outros...sem perceber que está colhendo o que plantou.

É clichê, eu sei.
Mas se torna bem real quando passamos por algo parecido.

Aline Marques e Élica Estabanez disse...

O melhor tapa 'sem mão' que já levei! Parabéns, seus textos são incríveis! Cheguei aqui nesse blog há duas semanas e não consigo mais desgrudar! rs

doida pra ler seu livro.

Sucesso! beijos!

Murilo disse...

PERMITA-SE!!

Sempre...

As pessoas não se permite fazer o que deve por isso ou aquilo.

Permitir o perdão, o amor e a felicidade.

Receitas de vidaaa

Anônimo disse...

sensacional o seu texto....vou colocar um link no meu blog.

eraverdade.blogspot.com

Anônimo disse...

acabou de me tirar um certo peso.

Fê... disse...

É impressionante como parece q vc sempre sabe o q tá acontecendo aqui...acabei de me decepcionar DE NOVO com um cara aí...q ódio de quem se mostra um e depois tira a máscara...+ td bem, já levantei e bola pra frente!! Como sempre,seus textos são mto perfeitos...
Saudades!! Luv ya!!
Beijo, fada!

Pri disse...

bei to bem nesse momento...

snif snif verdade fê!! lindão o textooo

Polyanna disse...

Que obra de arte viu Fernanda!!!
Parabéns por mais um texto vivo , cheio de emoções e sensações!
Obrigada por expressar ,o q eu naum consigo, com suas palavras!

vc é a melhooor!!!^^
comprarei seu livro com certesa!
te desejo mta alegria...mto amor!e tudo de melhor!
sem culpa!

Ruleandson do Carmo (RU) disse...

Fê, lindo texto como sempre, mas preciso desabafar! (risos)

Acho que não podemos achar que tudo é culpa nossa e sair da autopiedade e ir para o autoflagelo, pois continuaremos na culpa, que é grande causa de sofrimento.

A questão, a meu ver, não é culpa é responsabilidade, não é achar que a culpa é nossa, é saber que temos responsabilidade sobre as coisas que ocorrem em nossa vida, não merecemos tudo que nos acontece, com certeza não, oras! Mas temos sim responsabilidade sobre elas.

Também não devemos achar que tudo é o fim do mundo, no fim, vamos sobreviver ao fora, à traição, à rejeição, ao abandono, mas quem nos fez isto também tem responsabilidade sobre o que causou em nós, sem sombra de dúvidas, e precisamos sim sofrer em alguns momentos para crescer, amadurecer, mas sem escolher o sofrimento como definitivo e não como estágio. E outra não é porque você está infeliz no amor que sua vida é uma merda! Sua vida tem outros aspectos, se apegue neles quando um dos aspectos da sua existência desabar (antes que todos desabem).

Agora, se fosse apenas uma escolha nossa, todo mundo escolheria ser feliz 24 horas por dia, é óbvio! Se eu pudesse escolher, nossa, nunca teria sentido metade das dores que já senti e sinto. Estamos em sociedade e nosso contato com outras pessoas pode sim nos afetar.

Fico pensando: meus pais reataram após 17 anos de divórcio, minha mãe fazia arroz doce todos os dias como ele ama, lavava, passava, cozinhava pra ele, cuidava da saúde dele, enfim, o amava. Após três anos de recomeço, ela descobriu que ele a traía e ele nos deixou, foi embora viver com a amante. Foi uma dor muito grande para minha mãe e para mim. Então, além de termos sofrido pelo que ELE FEZ eu ainda vou achar que a culpa é minha (nossa)? Com certeza não é!

"A culpa é toda sua" já é o que os cafajestes, os chefes invejosos e incompetentes, o professor omisso, o governo, o capitalismo, a hipocrisia e tudo mais nos dizem a todo momento!

Não importa de quem é a culpa, importa que a solução e o fim da dor pode sair de você, de mim!

Eu penso assim, não me sinto coitadinho, mas também não deixo de dar créditos a dores que tem nome, sobrenome e endereço!

Beijos!!!

Fabi Serrate disse...

Fê, põe na lista.... rs

Não dou conta não!!!

Amoooooo!
Beijos

Clara disse...

Que culpa a gente tem de ser feliz!!

A mesma de ser infeliz..rs

Muito bom o texto..

se me decepciono.. a culpa eh minha por criar as expectativas.. Mas aguento e aceito as consequencias, afinal, que graça tem nao sonhar, esperar.. Acredito sempre no melhor, mas se nao vier.. Tudo bem.. a culpa eh minha!

bjos!!

Clara disse...

Que culpa a gente tem de ser feliz!!

A mesma de ser infeliz..rs

Muito bom o texto..

se me decepciono.. a culpa eh minha por criar as expectativas.. Mas aguento e aceito as consequencias, afinal, que graça tem nao sonhar, esperar.. Acredito sempre no melhor, mas se nao vier.. Tudo bem.. a culpa eh minha!

bjos!!

the pathetic disse...

ameii! amo seus textos.

Diversidade.com disse...

Eu que estava toda DOWN!!!

AFF, belo : abrir dos olhos!!!!


Obrigada!

Adorei o espaço!!!

Grande Beijo!

Paulinha Hanser disse...

Perfeito!

Meggy disse...

Ahhh é isto mesmo....
chorei...

Carol disse...

Concordo em partes com o Ruleandson: nem tudo o que acontece no mundo é nossa culpa.

Não é culpa minha se um marginal estourou o vidro do meu carro e me causou prejuizo. Também não é culpa minha se o casamento dos meus pais não é dos melhores. E ficar triste às vezes com determinadas situações, faz parte... agora, enquanto sentir-se triste é natural, sofrer é opcional.

A partir do momento que uma situação ruim aconteceu e você fica lá, uma, duas semanas chorando as pintangas, dizendo que sua vida é uma droga e se martirizando... aí SIM a culpa é sua. Porque cabe a cada um adotar uma postura mais positiva, com atitudes banais que compensem de alguma forma todas as coisas ruins que acontecem e estão fora do nosso controle.

Sei lá, aproveitar uma manhã para conversar com um paciente idoso sorrindo para ele é uma coisa simples que pode, por exemplo, alegrar um dia e afastar pensamentos negativos sobre um tal ex que te atormenta. Afinal, se ele atormenta, é uma atitude DELE, a qual VOCÊ não pode controlar... só cabe a você continuar sua vida e não dar importância as bobagens que ouve de vez em quando.

(( sim, situação própria. E a parte do paciente não é porque eu sou alguma mártir realizando trabalhos voluntários... é a minha faculdade mesmo, compare a, por exemplo, chegar mais animada ao trabalho ))

christiano disse...

Parecia que voçe sabia como eu estava e escreveu esse texto especialmente pra mim,na hora assustei pois voçe pegou bem pesado,mas pra gente acordar e tentar se refazer tem que ser assim,parece que levei uma sacudida,e deu certo suas palavras me ensinaram muita coisa,coisa que os amigos sempre te falam mas é preciso ouvir de uma pessoa de fora para entendermos.Beijos!!!!!

Regiani disse...

Como diria Renato Russo... "Qdo vc deixou de me amar, aprendi a perdoar... e a pedir perdão" ;)
Assino embaixo!
Bjins

Já tô no Twitter ;) zeldiani

Isabelle disse...

O texto é de 2005, mas é tudo que eu precisava ler hoje.

Priscila Rôde disse...

Seus textos são SEMPRE perfeitos!

Carla Aguiar disse...

Odeio quem se faz de vítima das circunstâncias.
Escolhas e suas consequências.
Tem que assumir!
Beijo.

Loly disse...

Lembro bem desse texto quando foi divulgado. Inclusive tenho uma cópia dele colada em minha agenda de 2005.
Foi lido em um momento em que eu precisava me perdoar.
Você é demais Fê!
Beijos

ro.sampa disse...

a vida vem e
apresenta seus caminhos
e vc
suas escolhas

culpados
sempre existirão
e um deles, as vezes
será você!

e de quem será a culpa?

Nadja disse...

Com o perdão da palavra, Fê: FODAAAAA! Não tem como descrever melhor esse texto! Cai como um balde de água fria na hora que a gente mais precisa acordar!

Ludmila Melgaço disse...

Ameeei Fê!
Porque tem horas que a gente tem que por o pé no chão e se assumir né??

Aproveitando: Fui indicada a uns selinhos no meu blog... indiquei o seu blog na brincadeira... vai lá qdo puder, e se cê tiver a fim de participar, à vontade!
http://ludmilamelgaco.blogspot.com/2009/06/selos.html
Beijo!

di disse...

Fernanda pelo amorrr... perfeito texto! lido então em uma noite de frio, deitada com o note no colo...melhor ainda! adorei! apesar de um tanto sincero dmais, adoro tudo que escreve, e esse é sem dúvida um tapa na cara seguido de um mimo...rs
ps. cadê o livro... céus, tarde ou noite de autógrafos??

beijãoo,

amo

ps2. me responde né?! vou fazer inveja para uma amiga minha que te descobriu, mas nunca comenta pq acha que vc não lê os comentários do blog,o nome dela é quezia.

bjos

Loane Tavares disse...

Fê...arrasou como sempre...adoro tudo q vc escreve e vc sabe...rs..parece q me sinto ainda mais viva quando leio seus textos...respiro fundo e consigo vislumbrar tudo de maneira mais lógica...Obrigadaaaaaa....beijooo..e tô anciosa com a chegada do livro..assim como todos...rs...

Ariana disse...

NOssa amie esse texto!
Estava precisando ler algo assim, é muito dificil assumirmos a culpa ne!


bjo

Anônimo disse...

Muita..muita sorte com o livro!

Sorte e luz SEMPRE!

Paulo disse...

Estou completamente apaixonado por você!
Como faço para me aproximar de verdade ?

edilson disse...

Querida Fernanda:

Nossa este texto que publicou é simplesmente genial.Como podemos acusar os outros da nossa felicidade ou não se nos permitimos a essas coisas?Um dia,um velho conhecido me disse: "a gente tem o que merece".Realmente é doído,mas é a pura verdade.Temos aquilo que nos permitimos,aquilo que nos damos.Parabens,parabens e parabens..linda semana.

Denise disse...

Ninguem faz com agente nada que por uma razão o outra permitimos que seja feito.

è preciso manter-se atento......

e AMAR_SE

Denise

malu disse...

Adoreiii!! Você fala certas verdades q não gostamos de aceitar, prq culpar os outros sempre é mais comodo.

Ailce Kênia disse...

Amei, Fernanda! Te add no meu twitter, mas nao sei ainda mexer naquilo direito.Rss Vou tentar ir no lançamento do seu livro. Gosto muito do que escreve. Bjs.
www.twitter.com/ailcekenia
www.myspace.com/ailcekenia
ailcekenia@hotmail.com

NINO BELLIENY disse...

VC escreve gostoso.Tem uma porrada de sabores,do ácido ao doce,do amargo ao suave.Show.

Sérgio disse...

adorei o texto. muito bom mesmo! *-*

Diogo disse...

É o que é. Autopiedade é uma merda mesmo. A pior. TPM - Tem Pior Merda?

Babi disse...

Palavra de hoje: intuição! Tive a intuição de ler o seu blog pra procurar até mesmo um conforto. E acho esse texto!!!Show d+.
Te desejo o mundo de muita luz, sucesso e palavras!!!
Beijos

Kadydja Albuquerque disse...

FATO. Coisa é praticar tudo isso. É preciso coragem pra assumir seus fracassos e limitações.

Veja só, tava querendo trocar informações sobre como você conseguiu lançar seu livro. Tenho um projeto pro meu.

Depois vai lá no meu blog (http://cibereza.blogspot.com). Podemos trocar DM's via twitter também.

Gosto muito do seu trabalho.

Beijos.

Anônimo disse...

Precisava ler algo assim hoje!

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!