17 março, 2011

DAR VALOR DEPOIS QUE PERDE: UM DRAMA UNIVERSAL?

Se existe algo que eu não entendo é gente que só dá valor para as coisas depois que perde. Acontece com todo mundo. Uma vez ou outra. Até aí tudo bem. Não é preciso ter muita inteligência pra saber o quanto algumas coisas nos são caras. Mas não é que – de repente – a gente esquece? Vive achando que o passado era melhor, que a grama do vizinho é mais verde? Então, meu amigo, está na hora de rever seus conceitos. Essa coisa de “eu era feliz e não sabia” é coisa de gente fraca e não pega nada bem. A era do saudosismo já era, inventar um passado perfeito (pra aliviar o presente) não vai te fazer crescer. NUNCA.

Será que a gente precisa perder a casa, a saúde, o emprego (e o respeito) pra lhes dar os devidos valores? Será necessário que o amor se vá para ver o quanto ele era especial?

Sejamos sinceros: será que precisamos PERDER para, depois, aprendermos a VALORIZAR?

Ah, não. Eu estou cansada. Chega de ser a “mulher da vida” de um bando de bocomocos que só me deram valor depois que eu me mandei. Não é sempre assim? A gente aguenta o que pode, faz de tudo pra relação dar certo. Aí um belo dia acordamos de saco cheio e resolvemos dar no pé e pensar mais na gente. Nessa hora, o céu se abre, uma luz incide no meio da cabeça dos pobres moços e eles conseguem enxergar o quanto a gente era incrível. Incrível é pouco, na verdade. Eles vêem o quanto éramos mulheres de verdade, parceiras de qualquer crime, que aguentávamos todas as chatices e ainda fazíamos um carinho gostoso antes de dormir. Parece familiar? Pois é. Aí a gente muda de classe. De CHATA a gente vira A mulher. A santa. A deusa. A insubstituível.

Ô céus, e o pior é que isso acontece em todas as áreas da vida da gente. Lembra daquele emprego bizarro? Ai, que saudade (já que o de agora é muito pior!). Lembra da sua adolescência (ah, que tempo bom, arguição é a melhor coisa da vida!). Bom, como vocês podem ver, estou meio alterada hoje (o que, com a graça de Deus, me faz escrever 1500 caracteres por minuto) e, por isso, resolvi extravasar minha indignação diante de todas as criaturas (inclusive eu, vai saber) que cometem o deslize de achar que o passado é sempre melhor.

Se o passado foi bom, ÓTIMO! Guarde-o na memória e faça seu AGORA ainda melhor. Que tal? Difícil? Então vamos lá. (Quando eu fico nervosa eu viro um livro de auto-ajuda, me acudam!)

Regra número um: a gente tem memória seletiva e SÓ lembra das partes boas. Dos anos que foram coloridos. Das pessoas legais. Dica pra não cair nessa furada: seja realista e lembre-se de todos os defeitos alheios e todos os sentimentos ruins que você sentiu. Regra dois: pra mim, um cara (ou um trabalho ou um amigo) que não te dá o devido valor deve ser rebaixado. É, rebaixado mesmo. Então, se o cara resolveu te dar valor AGORA, ao invés de você agradecer e bater seus enormes cílios, se pergunte: um indivíduo que vive nesse estado de insatisfação constante vale a pena? Regra número três: essa é a mais difícil. Sinta-se agradecido. Verdadeiramente agradecido. Por tudo o que você tem HOJE. Por tudo o que você É. Seja honesto com seus sentimentos. Não se supervalorize. Nem tampouco se subestime. Seja forte. E bote pra quebrar (se vier a calhar).

No mais, é só viver com o coração ABERTO. Afinal, o mundo anda tão louco que quem não aproveitar o presente vai se arrepender amanhã. Essa é a minha única certeza.





Este texto foi inspirado na história de uma querida amiga (que falou que se eu citasse o nome dela no blog nunca mais ganharia sorvete de doce-de-leite) e vai para todos os ex-namorados que nos consideram a mulher da vida deles, depois de aprontarem por aí. Rapazes, nós não curtimos homem cagão. Portanto, valorizem a próxima. CRESÇAM. E nos esqueçam.

Foto: Marinho Antunes.

Obrigada pelos sortudos que nos dão o devido valor! A gente – fofa e feliz – retribui! \o/!


PS: Quem quiser comprar o livro Princesa de Rua, só mandar um email para fernandamello2006@gmail.com. VALOR: 35,00. Frete GRÁTIS para todo o Brasil. Promoção: 2 por 60,00 até o dia 31 de março. Pagamento: depósito ou transferência Banco do Brasil ou Santander. ;)

51 comentários:

Thaís disse...

Leu meu coração agora.. Lindo texto (mais umm né?)

B R E N A disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Schαnα disse...

lindooo Fê!
realidade pura!
beijo gigante

Kellica disse...

Td de bom este texto Fernanda...Temos quer ser feliz "independente de" cagões,chefões e bostões...kkkk e agradecer mesmo por pessoas erradas estarem longe da gente!!! Adorei!

Vanessa disse...

quando eu digo q vc escreve pra MIM! texto PERFEEEITO! me identifiquei demaaaais

Vermelha e Ardida disse...

Falou e disse! Que não deixemos nosso momento de carência vacilar qdo esses trouxas bem ciscar novamente no nosso terreno!
Bjs

Poli Lima disse...

MAGNIFICOOO!!!!!!!
AMEEII !
VAMOS LÁ GENTEE VAMOS MUDAR ESSA MONOTONIA..'' *-*

CONTINUE ESCREVENDO PARA NÓS FÊ..

karina disse...

Pura VERDADE!!!

Bjos Ka Balde

bX-752o1g disse...

NUUUUUUI!
Por que tem que ser sempre assim?!
Que saco! Hoje a tpm ta bombando, e essa é uma questão que me persegue... Porque, eu também, um dia, tive que perder para valorizar...
Enfim. O que importa é o momento presente. Um presente carinhoso, energético e vital!

Adorei o texto! "Cuide bem do seu amor, seja quem for..."

Beijos

Ana. T

Fê... disse...

Temos q nos dar por felizes q esses fulanos saíram das nossas vidas, pq nós não estávamos felizes e sabíamos!! Se acomodar e se acostumar não é ser feliz. Eu já passei da fase de ter q estar com alguém só pra não ficar sozinha. Aprendi com uma grande amiga (vulgo Charlize, rs...), q a gente só tem q se entregar pra quem nos dá o devido valor, caso contrário (na maioria das vezes, pelo menos) a gente se basta.
Ainda bem que a gente tem a gente!! ♥
E ainda bem que a gente tem você!
Saudades sem tamanho!!
AMO PRA SEMPRE!!
Beijo, lindeza!!

A Boy disse...

Muito bom! E mais verdadeiro impossível!

Dersão disse...

O hábito de buscar o que não se tem é que te faz valorizar após a perda.
que sentimento estranho ne...

JOANA LOPES disse...

EU curti ISSO! Ahaza Fernanda "futura" mega escritora de grande suceSSO nacional!

Joyce disse...

Super concordo!

Adorei. Quero mais textos, aproveita que ta inspirada Fê. haha

Beijos.

disse...

Nossa, cada vez mais tenho certeza de que tu lê meus pensamentos. Texto maravilhoso!!!

Tatiana Camilo disse...

Não sei se já escrevi isso em algum comentário aqui do blog, mas a cada texto seu, me sinto uma tradução de você com 20 anos de idade. Cheia de amores e dores que simplesmente não se calam.

E quanto esse negócio de perder para dar valor. Peloamordedeeeooos quando as pessoas vão parar de nos reparar só quando a gente se cansa, fica puta da vida e some pra se achar.

Quanto tempo a gente passa alí, na frente da porta das pessoas, acenando, se entregando, pedindo pra ficar?

Ai Fe... hoje eu acordei cansada. Querendo fugir (por querer ficar tanto ao lado dele). Hoje acordei cansada de tentar convencer as pessoas do meu valor!

BeijOs!
Tati

Girassol disse...

Uma salva de palmas ... rs

Bruna disse...

Perfeito... só...

Anônimo disse...

Arrasô coleguiiiiiiiiiiiii!!!

Paulinha disse...

Eu custei, mas aprendi isso.
Vc disse tudo, Fê. Só me cabe encerrar com uma frase de um cara que amo... "FODA-SE O PASSADO, BEIJE O FUTURO - BONO VOX.
PARABÉNS!

Cristiane disse...

Como sempre, amei flor... :)

bellanovais disse...

a mais pura verdade! sofro com isto!

Anônimo disse...

Com sempre um texto lindo e bem realista! A vida é assim mesmo, nunca estamos satisfeitas com nada e isso é muito triste, mas quem sabe depois dessas belas palavras não possamos rever nossos conceitos e atitudes perante a vida. Sou sua fã!!!

Vanesca disse...

Fê,
como sempre perfeita né.
Poxa...
Este foi perfeito demais, demais, demais.
Beijos lindona!

Francielly Calheiros disse...

tuuudo verdade! adoreei ;**

Renata Carvalho disse...

Fê, falou, disse e arrebentou!

Confesso que me vi nesse texto! Tive experiências assim, amigos e namorado que depois que murri de desgosto e chutei decidiram que eu era A PESSOA, mas foi tarde, continuo sendo A PESSOA, mas não pra esses...
A gente suporta um tempo depois acaba mesmo!

Mas eu tbm tenho que dizer uma vez sofri muito por um cara que tive e ele me amou, depois que eu perdi sofri muito, e ele não me quis mais, com toda razão, não merecia mesmo!
E aprendi que até pra dar o chute e ser o chutado, tem um tempo.

Depois que passa não adianta dramatizar, por isso sou adepta da felicidade já!
beijooooooo

Camila Lourenço disse...

A primeira vez que li seu blog fiquei puta da vida. Me lembro muito bem que vc dizia que nunca saia e que no dia que resolveu sair, encontrou "o cara". Fiquei indignada, (capaz que era inveja),pensei:"Porra, eu saio sempre,tento ir em lugares bons,tento ser uma pessoa boa e me ocupar em viver bem e aproveitar os que me são caro, e não encontro "o cara" que me faça escrever para/por e com ele no peito. Essa aqui sai uma vez, uma vezinha só e encontra. Sacanagem!"
hahah!
Juro que pensei isso.
Ai fiquei um tempo sem vir aqui. Tava dando a minha revolta do mundo e do meu coração seco pra vc.Rs...Mas virava e mexia via uma frase sua, e me via em cada letra. E ai vi que, mesmo diferentes, nossas almas se pareciam muito.
Dai comecei ler, te citar no meu blog e agora te seguir.

Quer saber? Faz bem ser como a gente e eu fiquei mesmo foi baita feliz por vc ter encontrado tal cara na úncia que vez que saiu. Uma hr tb encontro o meu.

Um beijo Fê!

Scaldaferri disse...

Fernanda,

gostei muito do teu texto e o interessante é que a reciproca é verdadeira.

Bj

comercial.lf disse...

Vejo que a presença aqui , masculina é reduzida....devo ter algo de diferente... Adoro seus textos!!!!

Etiene disse...

e é isso aí, adoreiiiiiii

Lu disse...

Ótimo texto. Vamos lá, suas guerreiras, temos muita coisa pela frente para ficar chorando pelo que passou. Jamais voltem atrás! Bjoo!

Carlos Ferreira disse...

A Rádio Cultura de Santos Dumont-MG, "TERRA DO PAI DA AVIAÇÃO", cidade de 50 mil habitantes, na Zona da Mata Mineira, região de Juiz de Fora, fundada em 17 de agosto de 1948 é uma emissora administrada pela Sociedade Mineira de Comunicação.

Direção: Sérgio Rodrigues, João Begatti e Carlos Ferreira.


http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=97354075
CULTURA ACONTECE: De segunda/sábado, de 08 às 10, com Jorge de Castro e participações de Sérgio Rodrigues, Carlos Ferreira e João Begati.

Campeonato mineiro, sábado, 02/04, às 16 horas, direto de Juiz de Fora, a Rádio Cultura (www.radioculturasd.com.br) transmite Tupi (Juiz de Fora) e América (Belo Horizonte).

Leia mais aqui no BLOG:
www.carlosferreirajf.blogspot.com

Fernanda Mello disse...

Nós temos o mesmo nome :O ... O meu é FERNANDA Batalha de MELLO ... Pior que o meu também é com dois "l" ... Coincidência demais não é ??? Tem Twitter? Entrar em contato @nanda_s2life

Íntimo e pessoal disse...

Adorei o blog e principalmente, a forma como você se expressa! Vou visitar sempre!

Alfred disse...

Adorei o texto! E a foto então .. suuuuuper! Beijoka. lindo-lindo-lindo

Pamela disse...

Fernanda, leio sempre o seu Blog e adoooro a forma que encara a vida, me indentifico com isso pois penso quase da mesma forma, digo quase pq graças a Deus as pessoas não são iguais!
Bom, em relação à esse texto, tenho passado por isso tb!
Mais como vc mesma disse, a vida é uma só pra perdermos tempo nos lamentando o que passou, se envolveu? Viveu coisas lindas? Viveu coisas horríveis? Sofreu? Amou? ÓTIMO a vida é isso, essas coisas que acontecem são o tempero de uma deliciosa receita que se chama vida!
Booom eu acho que eu precisava mesmo ler uma coisa assim, acabeei de tomar um bolo por causa de uma balada!...rs
Triste? Talvez não, pode ser o ponta pé inicial de uma nova fase, que com certeza será BEM melhor!
Muito obrigada pelo texto!
Beeeijos

Brenda Mourão disse...

HAHAHAHA
Falou e disse! É isso mesmo!
ASSINO EM BAIXO! :*
breijos mulheres!

Patrícia ♥ disse...

Adorei o blog, simplesmente liindo!!

seguindo, retribui?
Beijos
http://pathyoliver.blogspot.com

Larissa disse...

Adoreeei do fundo do coração!

Isadora Cecatto disse...

Caramba... Ando cansada dos autores de sempre, das blogueiras de sempre, dos meus próprios textos... Enfim, foi um achado o seu blog e o seu projeto no youtube! Esse texto, em especial, tocou lá no fundo. Tem tudo a ver com o momento amoroso exato em que eu estou na vida. E como a gente é boba de acreditar nessa luz divina que cai sobre a cabeça deles nessas horas, né? Mas que nada. Nossos sonhos e nós mesmas em primeiro lugar - custei, mas aprendi.

Bacana mesmo, vou passar aqui sempre! Gosto de textos mais leves e diretos como são os seus. Sempre escrevi com melancolia em excesso - com raras exceções. Parabéns de verdade!

Um beijo de uma adolescente que ainda não descobriu que amar é punk, mas já desistiu do príncipe encantado faz tempo.

Isadora Cecatto

EFS disse...

HMMMMM, SUA LINDA! haha! E mulher que não sabe tomar pé na bunda, como que fica? E as ciumentas de plantão que verdadeiramente colocam uma coleira em seus respectivos? Concordo em grande parte com o teu texto. Porém, descartar o passado e viver apenas o hoje é como não ter vivido. Não estou dizendo: apegue-se ao teu passado. Muito pelo contrário. Um passado bem estudado e sob um olhar crítico, torna o futuro mais proveitoso. Experiências diversas nos fazem crescer mas também não devemos perder a alegria de ser jovem, vale dizer, não ter medo de tentar e errar. Afinal, "se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi..."

beautyinfocus disse...

Oi Fê, conheci seu blog através de uma grande amiga minha e quero deixar registrado o quanto que gostei! Adorei os vídeos também!

Beijos Gabi Falci

http://blog.beautyinfocus.com.br/

Borboleta disse...

Adorei o blog, mas gostaria de uma ajuda aqui das amigas... No meu caso, a historia começa a 3,5 anos atrás e eu não dava a mínima para ele... Depois de muitas idas e vindas, eu me apaixonei e me transformei na namorada mais carinhosa, tolerante, apaixonada. E isso já faz tempo. Depois disso ele se tornou intolerante, estupido, irritadiço e indisponivel a fazer qualquer mudança por nos, em nome dos traumas que eu causei nele no passado. E terminou (de novo). Eu achei que estávamos felizes, mas acho que vivi isso sozinha nos ultimos meses.
Adoraria receber uma dica de vcs, sobre o q fazer da vida agora, como recomeçar e recolher o caquinhos (de novo)...

Anônimo disse...

FERNANDA OBG ME AJUDOU BASTANTE ESTOU NESSA SITUAÇÃO VALEU BJS

Anônimo disse...

Lindo texto. É a realidade...

Anônimo disse...

Eu tava precisando ler algo do tipo...me faz nao me sentir o unico no mundo que passa por algo do tipo!

Anônimo disse...

Cara, é incrível como isso é verdade...Eu to vivendo isso agora e perdi uma grande mulher...Enquanto a tinha, nao dava o mínimo valor, agora que perdi,estou sofrendo muito e daria tudo por uma chance...Mas ela está decidida e já arrumou outro....Pq é assim?pq?pq?pq?Somos burros mesmo....Agora estou aqui me lembrando dos momentos que tivemos juntos, enquanto ela está curtindo um novo amor.....dói muito!!!!!!

Anônimo disse...

VC E UMA RAPARIGA, VAI SE FUDER IDIOTA MULHER QUE QUER FAZER O QUE QUER, POR ISSO FICA AE ESCREVEENDO MERDA ! IMBECIL... AGENTE DA VALOR, AGORA VCS QUEM NAO ENTENDEM AGENTEE BANDO DE INBECIS, VAO TODAS SE FUDER !!! SE NAO RESPEITAREM OS HOMENS NOS TBM NAO RESPEITAMOS... E OUTRAA SE VCS SENTASSEM E CONVERSASSEM COM A GEENTE E COMPREENDENSEM NOSSO PENSAMENTO TBM,CONCERTEZA NOS ESFORÇARIAMOS MUIITO MAIS PARA QUE DESSE TUDO CERTO E PRINCIPAMENTE PRA ENTENDER VCS !!! ENTAO VAO SE LASCAR VC QUE PENSAM ASSIM !!! _l_

Anônimo disse...

Pra falar a verdade é assim fé...eu namorei 1 ano e 8 meses,e durante esse namoro eu fui mt estupida com meu namorado eu ofendia ele as vzes nao conversa com ele pra nos resolver o k iriamos fazer dos proximos dias eu desidia td sozinha e nao deixava ele opinar,trai ele 3 vezes durante nosso namoro,enfim maltratei mt ele,depos k eu terminei com ele,depos de um tempo aproximadamente 8 meses começei a sentir mt a falta dle..as vezes kando eu ia dormi nao conseguia pq ficava pensando nas vezes em k trai ele e nao dei valor,eu me sintia mal pensava mt nas vezes k fui grossa estupida arrogante com ele..e daria td pra volta a tras e te-lo divolta,sinto falta dos carinhos k ele me dava e mts vezes eu recusava..burra eu.agr ele esta namorando com uma garota e eles pareçem estarem felizes,mesmo assim torço mt pela felicidade dos dois e k ela possa dar todo valor pra ele k eu nao dei.

maykon disse...

eu nao consigo entender o pq da vida ser tao injusta com pessoas como eu,q sendo verdadeiro,cincero na maioria das vzs,e dificil sabe minha historia de relacionamentos,sao quase td parecidas,no começo eu sou o homem perfeito e td mais,o homen q toda mulher sonhou,mais dps de uns 5 meses as coisas mudam,nao por eu ter mudado pq eu sempre fui o mesmo,mais sei la a mulher diz te ama segamente e dps sem mais nem menos joga tudo fora sem motivos.se for p mim ver esse retorno muitas mulheres se arrependerao tarde d mais...mais a vida e uma so..e eu sempre fiz por merece,e se quem tava cmg nao me valorizou,foi ela q perdeu,nao eu!!

Anônimo disse...

Nossa que pessoa estupida vc em querido digno de pena !Nem o portugues correto sabe escrever .Adquira conhecimento primeiro antes de criticar algo .#FICA A DICA