27 maio, 2011

Crônicas digitais: Mulheres

Ficha Técnica:

Direção: Marinho Antunes
Texto: Fernanda Mello
Assistente de direção: Sérgio Oliveira
Assistente de produção: Karina Braga 
Trilha: Neutra Produtora
Apoio: Estudio Pro
Apoio: M1 Station                                              


Para quem quiser ler o texto na íntegra:


Crônicas digitais: Mulheres


Eu acho que ser mulher é a coisa mais bacana que existe. Nós somos complexas. Levemente malucas. Fofas. Temos obsessões por coisas que só nós entendemos. Morremos de frio quando a temperatura desce míseros graus. E viramos onça, quando preciso.

Somos, na verdade, seres completamente hormonais e emocionais. Nós inventamos a doçura (sabia?). E gostamos de criar (e recriar) por natureza.

É. Eu tenho ORGULHO de ser mulher. E gosto de dizer que JAMAIS queimaria meus sutiãs. Mas existem coisas que me fazem realmente ter inveja dos homens. ACREDITAM?

Primeiro, a facilidade deles em usar qualquer banheiro. Depois, o modo como eles ficam mais charmosos com o passar dos anos. E, por último (e não menos importante), a tal SOLIDARIEDADE MASCULINA. É. É bem aí que eu quero chegar. Parece haver um código de conduta entre os rapazes. Um acordo de auto-preservação. Uma espécie de pacto incondicional, que nasce com os homens junto com o “dito-cujo” e onde nenhum Clube da Luluzinha entra. Bom, pelo menos, não dessa forma.

Ah, como eu admiro os homens por isso! Olho para os tantos segredos que eles guardam de nós e penso: meninas, porque isso não acontece com a gente? Bom, deixe-me explicar. Com as mulheres, a coisa é bem diferente. Nós temos umas poucas - e fiéis - amigas pelas quais matamos e morremos. De resto, é horrível generalizar: mas as mulheres conseguem ser BEM desleais quando querem. É. Invejosas. Criadoras de intrigas. Verdadeiras cobras (bem-vestidas e cuidadosamente maquiadas, claro).

Eu me considero uma fiel defensora da ala feminina. Mas tenho que admitir que, nesse aspecto, os homens dão um banho na gente. Eles são muito mais cúmplices uns dos outros. Mais companheiros.

Meninas, vamos mudar esse quadro? Isso está ficando feio demais para nós. Eu acho lindo quando pergunto, para alguns amigos ou namorado, assuntos que não me dizem respeito e eles não me respondem de jeito nenhum. (Se o mesmo acontecesse com as mulheres, sei que elas contariam tudo para os moços). Talvez seja esse o mal feminino: nós adoramos FALAR. Sentimos que, assim, estamos sendo sinceras, conectadas com a verdade, mesmo que a lealdade com as outras mulheres seja posta à prova.

É, acho que chegamos ao xis da questão: nós, talvez, não tenhamos a mesma solidariedade masculina por um fator meramente cultural. Desde nossas tataravós, somos condicionadas a colocar os homens (pai, irmão ou marido) em primeiro lugar.

Bom, estamos numa era tecnológica. Vivemos numa modernidade EXTERNA inacreditável. Temos uma presidente mulher no poder. E continuamos, por dentro, as mesmas de sempre. O espartilho não nos deixa mais sem ar. Mas a sociedade, sim. E, apesar de nos mostrarmos liberadas e independentes, continuamos medindo nossos valores com o fato de termos – ou não – um bom marido ou namorado. Olha QUE MODERNO!

Bom... Eu não estava falando sobre a solidariedade feminina? É. Parece que quando um homem entra no meio, as mulheres se esquecem do que a gente SEMPRE deveria se lembrar: do feminino. É. E o feminino que mora em mim é o mesmo que mora em todas as mulheres e, que está aí, perdido desde os tempos em que as mulheres fiavam juntas e dançavam em volta das fogueiras. ENTENDERAM?

Por isso, aí vai o meu pedido (que não vai ser fácil nem pra mim, nem pra mulher alguma): vamos pegar o exemplo dos homens e, com isso, SERMOS MAIS MULHERES. Mais unidas. Mais amigas. Colocando o feminino (o nosso feminino), em primeiro lugar.

É, mulheres, chegou a hora de HONRARMOS nossos próprios sutiãs.

Ps: Quem quiser comprar o livro "Princesa de Rua", só mandar email para fernandamello2006@gmail.com. Valor 35,00.

Apoio:



  

51 comentários:

Paulinha disse...

Ca-ram-ba!!! Matou a pau, Fê...eu tava pensando nesse assunto dia desses e vc resolve falar sobre ele...arrasou demais, adorei! Já divulguei no meu Twitter.
Bjo,
Paulinha

Rô! - @robertarez disse...

Encontrei aqui pelo seu vídeo que postaram no UoD e que texto maravilhoso, mulher! Tanto esse amor pelo feminino quanto essa coisa de mulher não ter a tal solidariedade dos homens. Coisa que também acho cultural, por mais que tenhamos evoluído muito ainda temos mesmo algumas amarras. E sabe o que me lembrou o texto? Das mulheres traídas e das amantes, já percebeu como elas costumam se odiar e uma quer matar a outra, enquanto o verdadeiro fdp, o traidor de fato, elas num querem largar nunca? Eu não entendo isso.

Rô! - @robertarez disse...

PS: Ficou estranho esse evoluído ai no comentário, né? Eu quis dizer em relação a sociedade e o papel da mulher, e não no ser humano mulher.

Fernanda Gallindo disse...

Nossa!! A pura realidade! E sabe onde percebemos isso muito claramente? Em profissões que são "dominadas" pelas mulheres. Sou enfermeira e sinto na pele toda essa desunião das mulheres. É impressionante a diferença por exemplo na medicina (onde é maioria masculina), os médicos são muito unidos uns aos outros, sem nem se conhecerem. Está sempre um defendendo o outro... Já na enfermagem, na primeira oportunidade de se derrubar uma colega, não se pensam duas vezes. Isso é muito triste... mas só depende de nós mesmas mudar essa realidade. Parabéns por mais um texto brilhante Fê! Beijos

Daý disse...

Belissimo!!!!
Fe você sempre arrasa!
Tá na hora de nós valorizarmos a nossa feminilidade.
Tô contigo!
Beijos

B R E N A disse...

TEXTO e beleza impecáveis como sempre!!!!!!!!!!!!!!
Amei!!!!!!!!!!

Gigi disse...

Lindo texto. Mas sempre foi assim mesmo, já perdi amigas por causa de homens q nem valiam tanto a pena... Mas tem coisas de mulheres e segredos de amigas q eu não conto por nada nesse mundo! Rsrsrs

Bjoooo

Raquel Amarante disse...

Lindo! Lindo! Belo blog!

Nohara disse...

Ferrrr faz uma Cronica Digital pro texto Mulheres Inteligentes e Caras pra lá de Babacas!! Bjãooooo

Paula Hanser disse...

Sem palavras! Mais solidariedade feminina já!

Daniella Fleury disse...

Sem querer acabei de ver um video seu "amar é punk" que uma amiga colocou no facebook. Seu video simplesmente se encaixou com o meu final de semana, meu dia, minha vida. Vim correndo ler seu blog e pode ter certeza que vou acompanhar sempre.
Também faço publicidade e escrevo. Não foi a toa que me identifiquei tanto com seus textos. PARABÉNS, mesmo. E obrigada por ajudar a terminar meu dia melhor.

Kellica disse...

Muito bom o post! Realmente a cumplicidade masculina é invejável! rsrsrsrs
Percebo que algumas mulheres precisam provar sempre alguma coisa pra alguém e aí pecam em falar demais! Mas sempre tem excessões e com o amadurecimento isso se torna quase que zero! Nao desistamos nunca! rsrs Bjs Kellica

afabiobrasil.blogspot.com disse...

Fernanda Mello, você é múltipla. Entrei no Facebook e tive a felicidade de encontrar vc. Além de escrever maravilhosamente bem é lindíssima. Senti que sabe agradar aos amigos, emocionando-os. Li muitas de suas crônicas de "cabo a rabo" e aprendi muito. Elas são fantásticas e podem ser consideradas documentários importantes para se guardar.
Tenho 11 livros editados. Veja-os no meu blog. (afabiobrasil.blogspot.com)
Um forte abraço e meus parabéns
do Antônio Fábio

Augusto Barros disse...

Adoro o que você escreve e os seus vídeos!

Eu escrevo poesia... Se quiser conferir meu blog...

http://poesiasdoaugusto.blogspot.com

Forte abraço e parabéns pelo trabalho!

Aline disse...

Olha oq a Tati Bernardi escreveu sobre vc no twitter
"Essa pérola da cafonice e do texto mal escrito chega a 80 mil views no youtube. http://fernandacmello.blogspot.com. O mundo tá todo errado."

Mas, eu nao concordo com ela, e acho muito chato falar isso das pessoas em um instrumento tão popular...

Parabens, pelo trabalho Fernada...

Gi disse...

Lindo como tudo que vc faz! Virei sua fã, linkei seu blog no post da minha vida pq tem um texto seu...
E sobra a cumplicidade masculina é fato mesmo, aliás, invejável.
Um grande beijo pra vc da sua nova fã!

Ana Terra Borboleta disse...

Fernanda, amei tudo por aqui, me identifiquei com teus pensamentos e penso que não para por aqui...
Da um pulinho lá no meu blog... reflexões minhas... assim como as tuas... :D

www.parararoseparaloucos.blogspot.com

Amei!

;***

Ivy disse...

Vc sendo uma "pérola da cafonice e do texto mal escrito" chega a 80 mil views no youtube... e consegue deixar, não o mundo, mas a Tati toda errada, imagine se fosse melhor!? Estragaria!!!... e enlouqueceria (de inveja) algumas 'outras' escritoras.

Continue assim, vc é ótima!

Hoje postei um texto seu no meu blog, e vou postar outros mais.


Parabéns pelo texto, se me permitir, assino em baixo.

Bjs, e boa sorte!

Um brasileiro disse...

oi moça. estive por aqui. muito legal e interessante. gostei. apareça por la. beijos e abraços.

Marcelop4 disse...

Adorei os videos...
Novidades são sempre legais...
E essa tal de Tati Bernardi o que ela esta pensando da vida??????

Bjos Fernanda!

Laura Gestalt disse...

Fernanda, adorei seu blog. Se puder dá uma passadinha no meu: cartasefeminina.blogspot.com. VOu adorar saber sua opinião. Abraçõs

Ruth Almeida disse...

Adorei parabéns :O)

Nanda Roses disse...

Olá querida,estou passando pra lhe avisar que você está sendo convidada a participar do I Encontro de Blogueiras do rio de janeiro realizado pelo Blog mulheres perfeitass!

Meninas de outras cidades convidadas já confirmaram presença,posso contar com você?

Mais informações: http://mulheresperfeitass.blogspot.com/2011/06/local-e-dia-do-encontro-das-blogueiras.html

Gabriela Smith e Nanda Roses
http://garota-que-sabe.blogspot.com/

Silvia Duarte disse...

Oi Fernanda, adorei seu vídeo e vim te conhecer melhor. Concordo em tudo que vc falou e o seu blog é ótimo!

Tenho dois blogs, num falo sobre coisinhas que mulheres gostam, vaidades...
no outro, falo de coisas mais "ëspirituais", astrologia, filosofia e vou por seu vídeo lá!

Vem me conhecer.

Silvia
www.treinoebeleza.blogspot.com

www.magiaenatureza.blogspot.com

beijoss

(Thali) disse...

Eu amo crônicas, muito mesmo... e tive uma feliz surpresa ao ver sua crônica digital antes de começar um filme no cinema.. quando cheguei em casa fui logo procurar na internet!! Parabéns!!^^
ah, seu sotaque é muito legal!! =*

Virna Lima disse...

Eu adoro suas crônicas!!!!!!! Diz muito de tudo ... tem sempre uma palavra que precisamos ouvir.

beijos

Giu Gragnani disse...

concordo com vc. falta mais cumplicidade entre as mulheres. o que é bem estranho já que só uma mulher pode entender a outra... talvez, no nosso caso, a palavra nem seja cumplicidade, mas simplesmente empatia!

André N. Bueno disse...

Que delícia de blog, fê.
Não precisa tirar nem pôr. Está no ponto.

Conseguiu juntar inteligência, doçura e pertinência num só post/vídeo, etc.

Eu também mantenho um blog, vê o que acha e me fala lá depois: http://mostresuaideia.blogspot.com

Beijo, coração! ;*

Kellica disse...

Muito bom o post! Realmente a cumplicidade masculina é invejável! rsrsrsrs
Percebo que algumas mulheres precisam provar sempre alguma coisa pra alguém e aí pecam em falar demais! Mas sempre tem exceções e com o amadurecimento isso se torna quase que zero! Não desistamos nunca! rsrs Bjs Kellica
( se possível, exclua o comentário que fiz em 30/5 pois tem um erro grave de português, neste corrigido...hehehehe)

Renata Cibelle disse...

Carambaaa!
Que boa surpresa ter encontrado tuas palavras,teus vídeos.
*Pensamentos afins*
AMEI,VINDO PARA FICAR!

*BeijO*

Du disse...

Tu escreves com a alma na ponta dos dedos, menina! Te encontrei por acaso, procurando uma imagem e me deparei com um texto incrível teu. Publiquei no meu blog, com os devidos créditos, claro! E estou te seguindo no Twitter também! Sou a @pirlimpimpimm.

Beijos e parabéns!!!

Ieda Aragão disse...

Fê, vc está certíssima em gênero, número e grau!Vc traduziu o que é motivos de várias de minhas reflexões.Admiro o quanto o homem é solidário do outro, são parceiros até entre desconhecidos, não vêem o outro como ameaça e nem ficam olhando o outro de cima a baixo quando entra numa sala de consultório, não cochicha no ouvido do amigo se um "novato solteiro" na turma aparece...Enfim, não vê o outro homem como ameaça como nós vemos as outras mulheres na maioria das vezes (e com razão por sabermos que somos assim)rsrsrs.Amei o texto, vou divulgar!Vc é fera!

Eliziane disse...

Parabéns por nos representar tão bem! Vc tem luz!
Eliziane
www.genuinoblogdaeli.blogspot.com

Alfred disse...

putz .. que show! Sempre !!!
Ainda bem que a gente tem a gente!! .. lógico.. ainda bem que a gente tem você!
Parabéns amiga linda
Beijo grande

isabelsantana2011@hotmail.com disse...

Lindo texto,amei passear no seu blog.PARABÉNS!!!
Deixo o blog Belas Artes Médicas.
Abraço.

Marcella Travassos disse...

Falo tudoo! alias, todas suas cronicas são demais!!!!!!!! Amei seus blog e tudo nele!

beijoss
www.girlsandglam.blogspot.com

Carolina disse...

Oi, Fernanda! Adorei o seu ponto de vista. E principalmente pela coragem de dizer a grande verdade: " E, apesar de nos mostrarmos liberadas e independentes, continuamos medindo nossos valores com o fato de termos - ou não - um bom marido ou namorado. "

Já estive por aqui algumas vezes e sempre gosto do que leio. Vou deixar o seu link no meu blog, tá?

Um beijo.
:)

Thiago Brito disse...

Nossa,Fernanda fiquei muito triste quando abri sua página, mas não se preocupa a culpa é minha mesmo, me lamentei arduamente por não conhecer seu blog há mais tempo; confesso que estou realmente pasmo com a qualidade, sensibilidade e veracidade do conteúdo dos seus escritos, e isso é algo que me encantou muito, é raro encontrar espaços virtuais com tamanha exclusividade. Desculpa, mas a parti de hoje estarei ,sempre que puder, por aqui enchendo suas páginas de comentários, além, é claro, de me inspirar para escrever meus devaneios joviais em um blog que criei há pouco tempo, ainda sou novo no ramo, mas encantei com o meio...
Estou a seguir-te

Espero receber sua opinião a respeito do meu humilde blog, terei um prazer incomensurável em recebê-la...

http://essenciaego.blogspot.com/

Um grande abraço

Thiago Brito
Blog Essência Egocêntrica 

BioÉtica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
@Michely_C disse...

Nossa Fê, amei o texto! E essa nova versão "Crônicas Digitais" é super legal! Tô adorando ouvi-la com esse sotaque mineiro :)

Beijos e Beijos, ♥

Sara Fiel disse...

Amando seus textos. Meus parabens.

Anônimo disse...

Olá! Já de algum tempo que conheço o seu blogue, de tempos a tempos passo por aqui e penso que nunca comentei.
Gosto da forma como escreve, bem como da forma como aborda os temas, neste “post”, em particular resolvi comentar, pois também tenho orgulho em ser mulher e em tudo o que nos faz diferente dos homens. Também eu nunca queimaria o meu sutiã…
Os homens realmente conseguem ter uma “irmandade”, nós não, porquê?? (talvez seja por sentimentos pequenos, em cima do salto do sapato, existe sempre um pouco de inveja ou insatisfação e pensarmos sempre que a nossa amiga é maravilhosa e como gostaríamos de “vestir a sua pele”, ou talvez seja simplesmente irracional e faça parte de um instinto animal). Já muitas vezes pensei nisso, sem nunca chegar a uma conclusão, acredito que seja fácil quando olhamos uns para os outros como apenas pessoas, e, as pessoas (independentemente do sexo, raça ou credo) têm algo em comum, encontrar a felicidade e alguém com quem partilha-la.
Também quero deixar aqui os meus sinceros parabéns pelas crónicas digitais, uma ideia fabulosa!
Até breve e um beijo
Vanda P

Ane disse...

Fernanda, só hoje fiquei sabendo do seu blog e estou há mais ou menos uma hora lendo os seus textos!
Adorei, são sinceros e bem escritos não é a toa que conquistou um monte de seguidores!
E agora não deixarei mais de seguir..
abraços!

Raquel Fagundes disse...

Sempre que venho aqui passo a gostar cada vez mais! me identifico muito com o que você escreve!
Sucesso, paz e muitos sorrisos!

Fernanda H. disse...

É claro que eu iria visitar e SEGUIR!
Vc é demais garota!!! Adoro tudo o que escreve, temos pensamentos muitooo parecidos, além do nome =)
É muito bom ser mulher sim, e bem resolvida, melhor ainda! hehehe
Com certeza, temos muitas informações e risos pra trocar!
Ficaria muito honrada em recebe-la em meu cantinho! E se gostar me segue tbm!!!
Beijos!! E parabéns, parabéns e parabéns!!!!!!!

http://fernandahauagge.blogspot.com

Luana Caroline disse...

To adorando as crônicas digitais.Bjão Fê, Parabéns!

Hérika disse...

êita...quase não consigo chegar aqui, mas já que cheguei te digo....cara tu tá muito "mercado"qual é?Mulher é mulher...fiel, observadora,que queima SIM, os sutiãns, que mija de pé nos banheiros públicos, mais invejosas do que os homens?duvido!Mais fofoqueiras do que...DUVIDO.Fê...tá na hora de deixar essa exaltação de um sexo e de outro...a gente não consegue mesmo se igualar, mas quem quer?Sou lésbica, com orgulho, adoro o que vc escreve, sempre adorei, mas vá com calma...seu público é misto...Open your eyes.

Syl disse...

Fe, desculpas a intimidade mas já me sinto sua amiga.
Você disse tudo que todas sabemos mas temos dificuldades e admitir, sabe o interessante eu sempre disse isso mas parece que ninguem me ouvia, por ter 4 irmão homens e ser a unica mulher eu sabia de tudo isso desde a minha infância.
Amei.
bjkss

Gisele disse...

SensaCional!

Gisele disse...

SensaCional!

B.Nunes disse...

Como disse o grande cantor, compositor e filósofo brasileiro Reginaldo Rossi, "Os homens se protegem, se ajudam. Se as mulheres fizessem o mesmo, seriam invencíveis."