INTUIÇÃO X PARANOIA


"It was just my imagination, once again
Running away with me
It was just my imagination
Running away with me..." (Rolling Stones)

Nós, mulheres somos assim: loucas por sinais. Não falo em sinais de trânsito, nem em símbolos matemáticos. Na verdade, somos peritas em ACHAR que sabemos DECIFRAR o universo masculino. É. Descobrir o que existe por trás do que os homens dizem. De cada frase. Cada email. Cada telefonema. Cada recado no facebook. Para nós, o que os homens falam não significa apenas palavras ditas. NÃO. Procuramos o que fica no ar. O que mora nas entrelinhas. Afinal, somos mulheres, certo? E ganhamos a condição de sermos intuitivas, mesmo quando pegamos a pobre da intuição e a transformamos em refém. É, reféns. Para escondermos nosso pior lado.  Aquela faceta que cada uma de nós esconde sutilmente na bolsa. 
Sinto dizer, mas existem horas em que estamos erradas. EQUIVOCADAS. Não é nossa intuição falando. É a insegurança. São traumas de outros relacionamentos. Carência.  Ciúme. E outras particularidades do nosso lado negro – ou não tão claro - que insistimos em esconder. Quer um exemplo? Seu namorado te liga sexta-feira à noite com uma voz não muito animada. Não interessa se ele trabalhou demais, se está preocupado, se viajou a madrugada inteira. Dependendo do nosso humor (e da época do mês), a gente logo pensa: AÍ TEM.
E começamos a procurar sinais que  - às vezes – nem existem.  Pode ser que estejamos certas, homens safados existem desde que o mundo é mundo. Mas a questão é: ONDE ESTÁ O LIMITE ENTRE A NOSSA INTUIÇÃO E A PARANOIA? Pensem bem. Se for intuição, ponto pra nós! (Somos boas nisso, de verdade). Mas se for apenas imaginação (ou devaneios da nossa mente fértil), vai chegar uma hora em que, de fofa e bem-resolvida, nos transformaremos em uma chata de galocha. É. Uma CHATA. E não vai ser um piscar de olhos charmosos (nem a sua inteligência e bom humor) que vão fazer o cara (é, o seu amor) parar de ter preguiça de você.  Mentira minha?
É, gente, não há nada mais broxante que ciúme excessivo. Um pouquinho ainda vai, é saudável e pode ser até charmoso. Mas quando a pessoa vira uma maníaca obsessiva, MEU BEM, não há amor que resista.  Eu escrevi uma vez (e isso serve para mim também) que a gente não pode confiar em ninguém se não confia em si mesmo. Se eu decorei? Bom, estou tentando.
E mesmo canceriana carente que sou, me lembro todo dia, antes de começar a “imaginar coisas”. Nós NUNCA vamos ter controle sobre a vida do outro. Nós NUNCA vamos impedir que nosso namorado, marido ou ficante façam o que bem entendam, mesmo sob nossa vigilância cerrada. E verdade seja dita: pode ser que AÍ TENHA COISA, SIM. Mas se tiver, não é mais problema seu. Nem meu. CONCORDAM?
Já disse uma vez que nossas escolhas nos fazem. E a consequência dos nossos atos é o que nos define. Para o bem. Ou para o mal. Taí o Schwarzenegger, o Tiger Woods e o ex-marido da Sandra Bullockaquele vacilãoque não me deixam mentir.



Ps: Esse texto é dedicado a todas as minhas leitoras, loucas por sinais... 





28 Fala, coração!:

Tamara Ferreira disse...

Realmente amei ! Disse tudo .

Isis disse...

(ó! 1º comentário? \o/)
Posso adotar de raio x o texto? hahaha
Eu, como boa canceriana louca, persigo sinais em TD que é respiração do próximo! kkkk Mas com o tempo, aprendi a guardar mta coisa, depois que eu ouvi "você precisa de ajuda médica...ñ é normal desconfiar tanto assim das pessoas." parei e resolvi esperar a verdade aparecer sozinha, sem buscar evidências antes da hora. =] Continuo DODÓI, mas ñ incomodo mais tanta gente. hahahah

Roberta disse...

Amo todos seus textos porém em especial este hoje me caiu como uma luva, eu já tinha me tocado sobre isso e começei agir de forma diferente, suas palavras vieram confirmar que estou no caminho certo. Obrigada Fê, vc fala minha língua...bjs

Cris Teles disse...

Insegurança e carência são o mal do século e nesse mundo louco em que vivemos temos que nos policiar o tempo todo para que isso não nos deixe paranóicas. Amei o texto! Vale uma boa reflexão! Parabéns!!

Moanna Andrade disse...

Esse texto abriu os olhos. Nossa realmente tens razão.

Josi Puchalski disse...

Adorei! Muito bom!!!

JasonJr. disse...

3 x pior? rs Haja nervos...

Thaís Ferreira disse...

PErfeito! Vou tentar aprender com essas palavras! Difícil! Mas vamos tentar...

Fernanda disse...

Não tenho nem mais o que comentar sobre os seus textos, lindeza....
É bem isso mesmo...somos peritas em ver coisa onde às vezes nem tem nada...mas por outro lado tb conseguimos descobrir um mundo onde mal se enxerga uma linha né?
Texto perfeito e ponto!
Lov u!!
Ai q saudades sem tamanho, guria!!!
Beijo!!

Jojô disse...

Quando soube que tinha post novo, corri e coloquei o fone. Que pena não tinha videozinho, Mas de tanto que já vi as demais crônicas digitais, pude imaginar (com fundamento rsrs) como seria você falando cada palavra. Mto lindo! !!! Ah.. A frase 'O que os olhos não veem a mente imagina de um jeito 3 vezes pior' é sua?

bjinnhos e Suce$$o pra ti!

Alessandra disse...

tava precisando ler isso!

Thay disse...

Viva as mig loucas, paranóicas e intuitivas!
\o/

Camila Lacerda disse...

É isso mesmo, uma verdade absoluta, nós mulheres e nossos loucos sinais...adorei postagem querida. Bjs!

Tahiana disse...

É... ciume e desconfiança se auto-sustenta! A imaginação flui e acabamos virando uma chata sem perceber! Incrível nossa capacidade de dramatizar as situações! rsrs bjs

Kellica disse...

hehehehehe...muito legal este texto. QUem já nao teve suas confusões Paranóia x Intuição!!!! rs ( palavras muito bem colocadas, como sempre!) bjs Kellica

Flávia Pan disse...

Texto perfeito!! Antes não era ou não me dava conta,de ser assim! Hoje me vi no seu texto e já, inclusive, mandei pras minhas amigas que estão na mesma triste situação. Sim, eu acho triste porque além dos habituais problemas inevitáveis, nós fazemos questão de mais!! Inclusive hoje entrei no site do grupo de ajuda MADA (Mulheres que amam demais) porque, sinceramente, não me sinto bem com esse tipo de sentimento. Tenho receio de destruir o casamento maravilhoso que tenho por conta destas besteiras e pior, sem motivo real. Que Deus nos abençoe, ajude e abra nossos olhos, sempre!!! bjks e parabéns!!

Yohana Sanfer disse...

Todas nós precisamos de uma dose dessa reflexão diária para equilibrar a confiança e o amor próprio....adorei o texto Fernanda! Sempre espio quietinha mas hj resolvi comentar! =)
Beijos!

Anônimo disse...

Disse tudo... e a frase no final tb!
aiai....
AMEI!

Ivana disse...

O que toda mulher tem que entender, mas as vezes é bem dificil!

Anônimo disse...

ficar sozinha sexta e sábado é pra quem namora homem casado.
no domingo, então, ele some!
homem q quer galinhar sai na quarta, quinta-feira mesmo.
deixem isso pra lá as que quiserem casar, meninas...
e no fundo, todas querem,senão não ficavam vendo conselhos de como ser uma mulher melhor, né.

de qq forma, se ele te deixa em casa, liga pra amigas, pega o carro e sai vc!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Flá Perez
bjbjbj

Laura K. disse...

Conviver com o outro, de modo geral, não é nada fácil. Lhe dar com o diferente é sempre difícil, sempre. Aprender faz parte da vida, estamos aqui pra isso, errar, errar, errar, enfim, acertar (ou não).

Maíra Cintra disse...

Perfeito texto!
Obrigada por dedicar a nós leitoras!
Adorei
Beijos Fernada

Pâmela Oliveira disse...

Adoreeei

Bruna Carvalho disse...

É isso mesmo Fernanda!! A gente precisa acreditar nas nossas crenças aqui se aqui se faz, aqui se paga, então que o cidadão pague por si só na roda da vida e que a gente não precise fazer esse papel nos corrompendo e agindo exatamente como a gente reprova...a diferença entre a intuição e a paranoia esta no MEDO..
plantar amor para colher amor sempre! =)

Luciana Beraldo disse...

FÊ... AMEI!!!!!

BJINHOSSSS

LU

http://blush-lu.blogspot.com/

Angel Without Wings disse...

Fêeeeeeeeeeee, Deus, eu amei o texto, é simplesmente demais. Sempre são textos perfeitos!! Assino embaixo em tudo o que disse.
Parabéns!
Beijão.
Celly.

Maria Clara Torquato disse...

Perfeito o seu texto...
Desde que descobri o seu blog o mesmo é para mim como o meu minuto de sabedoria diária...
Você me descreveu nesse texto e concordo com você tenho que seguir os seu conselhos

Bjo

Li disse...

Bem que eu suspeitei que você seria canceriana! é , somos assim.
As vezes nos perdemos em nós mesmas!
Tenho adorado conhecer seu blog e me identificado bastante!

Beijo

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!