Já que domingo é Dia das Mães...

Parabéns a todas às mães e, em especial, À MINHA!


Eu acho que não há nada que nos faça sentir tão bem quanto a família da gente. Por mais que haja complicações, maluquices e coisas do gênero. Nossa família nos lembra quem somos. Enxerga nossa essência.  Nos conhece do avesso. Amigos também.  Mas os poucos amigos que tenho fazem parte da minha família (então, é justo dizer que estão inseridos aqui, nesse texto e contexto).
Família, pra mim, tem a ver com o jeito que você pensa. O modo que você ama. A forma que você vê o mundo.
Hoje eu só queria deixar bem claro que família é pedaço importante meu e dizer que – se existem qualidades em mim – eu devo a eles. É. A gente segue o exemplo que vê em casa e se torna um reflexo do que vivenciamos quando crianças. A gente se espelha em nossos pais, tios e avós,  seja no jeito de falar, de rir, de fazer careta. E – claro – no modo de encarar a vida.
 Quer me conhecer? Passe uma tarde com meus pais – Seu Márcio e Dona Guilhermina – eu sou a mistura mais louca dos dois.  É por eles que eu sou corajosa. É por eles que eu tenho um lado careta e outro nem tanto... Mas – o mais importante – é pela minha  família que eu leio um livro por semana, sou apaixonada por música, poesia e por todo tipo de arte.
Olha pai, me desculpa, mas nascer em uma família como a nossa não iria me levar nunca a um concurso público. Enquanto você tocava teclado, mamãe pintava aqueles quadros malucos onde o cabelo da mulher se confundia com o céu e a terra e, bem... Como eu poderia vivenciar esse universo mágico de ter arte dentro de casa e não querer levá-lo pra minha vida toda?
É. De perto, nenhuma família é normal, graças a Deus! A minha não é. E a alegria (e os almoços) que existem lá dentro de casa eu nunca vi em lugar nenhum. Portanto, seja lá como for sua família, agradeça por ela diariamente, de todo o coração. Afinal, se estamos aqui e somos o que somos, é por causa dela.
Feliz dia das mães para todas as mães, presentes ou não. Na terra ou no céu. E pra todos os pais (que hoje revezam com as mães). Com vocês aprendemos o que é amor incondicional. Por vocês, nós somos.



Para ler:
"Queen nos Bastidores: Minha Vida Com a Maior Banda de Rock do Século XX", do autor Peter Hince. Adoro!


Para assistir:
“As coisas simples da vida”( Yi Yi , 2000). Um filme do diretor Edward Yang que conta a história do problemático NJ Jian, que enfrenta uma crise na sua empresa e tem que cuidar dos problemas existenciais da mulher e dos filhos. Numa viagem de negócios ao Japão, reencontra o primeiro amor. <3


E a dica bacana da Gra Santiago, é o filme argentino, Medianeras, o amor na era virtual:


Para ouvir:

Dica saudável:
Tirar ou não o glúten da dieta?  Entenda a função da proteína e o modo como ela age no organismo. http://www.minhavida.com.br/alimentacao/materias/15060-dieta-restritiva-saiba-o-que-considerar-antes-de-tirar-o-gluten-da-alimentacao

Promoção Dia das Mães Nutricêutica:



Para ficar mais bonita:
Você sabe usar a lixa sem prejudicar as unhas? Aprenda já! 

Fofurice do dia:


Penteado vapt-vupt:


Para ajudar na vakinha:
Quem ajudar na vakinha da 2ª Edição do meu livro Princesa de Rua terá seu nome impresso nos agradecimentos, como patrocinadores. O link é http://www.vakinha.com.br/VaquinhaP.aspx?e=131724. É só acessar, clicar em “contribua já”, preencher a ficha e depois escolher a forma de pagamento: cartão, boleto bancário ou transferência. O site é seguro e aceita qualquer quantia acima de 5,00. Obrigada a todos que estão ajudando! J



Site bacana:
Dica do Ismael Neto para os twitteiros: http://www.twitlonger.com/index.php/main_new.Muito útil para aqueles momentos em que 140 caracteres não são suficientes! 

Dicas dos leitores:
Santo Remédio - Poesia (dica da Ellen Brito),  Capitu vai casar (dica da Manu Krutschok), Blog Espaço Zero (dica da Paolla Milnyczul).

Para manter o astral:
Citações bem bacanas para o dia a dia: ॐ Om Shanti ॐ

Para anotar no caderninho:
 "Sonhos são molas que nos impulsionam. São minha inspiração e força. São a minha fé. Ao meu ver, quem não sonha (nem que seja um pouco, quando ninguém está olhando), nunca se sente vivo de verdade. 
Mas como tudo tem dois lados, é bom ficar de olhos abertos. Ou melhor: com os pés bem fincados no chão. Viver só de sonhos não basta. Quem se alimenta apenas de ilusão, perde a realidade da vida e se esconde em um mundo paralelo. Complicado, não? Também acho. Haja discernimento para viajar, se aventurar nas estrelas e saber a hora certa de voltar!"
 [Tanto na terra, como no céu - Fernanda Mello]




6 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!