-


Com o sucesso da semana passada do Consultório Psicopoético (obrigada a todos que estão enviando emails), convidei, hoje, uma pessoa muito bacana que tem feito parte do meu trabalho: meu assessor e amigo Luís Guilherme Monteiro, do nãosouobrigado.com. Assim, podemos ajudar AINDA mais os leitores com dúvidas sentimentais, revelando nossos diferentes pontos de vista. Vamos lá?

EMAIL DO LEITOR:

Querida Fernanda! Admiro sua capacidade toda linda de se expressar e transmitir pra gente essa sensação boa de aconchego.
Sou homem, namoro outro cara. Ele é lindo. Gentil. Atencioso. Faz um ano e três meses que estamos juntos. Mas sinto que não o amo mais como antes. O amor que sinto por ele é apenas afeto, carinho, uma vontade de ter por perto apenas como grandes amigos, companhia. Isso me entristece, faz com que me sinta a pior pessoa do mundo. Não sei como agir. Fico sem palavras, inerte, esperando para ver se com o tempo eu volte a sentir novamente algo mágico. E o pior! Meu coração, morno pelo atual namorado; está quente (e batendo forte) por uma outra pessoa! Acho que estou apaixonado por outro rapaz, que faz com que eu sinta borboletas no estômago só de ver o nome dele me chamando no celular!
Coisas do coração, minha linda!
Vc é única. Admiro-a demais.
Grande beijo,
R.






Olá querido, muito obrigada pelo email e pelos elogios! Vou ser bem cuidadosa em responder sua mensagem porque, ao que me parece, podemos estar lidando com aquele dilema: amor x paixão. Seu namorado é um fofo, mas você está sentindo borboletas no estômago por outra pessoa, certo? Ok, nada mais comum (e não me venham com a hipocrisia de quem ama não sente atração). A questão que, no meu ponto de vista, você tem que avaliar É: se você está com saudades da loucura da paixão ou se realmente deixou de amá-lo. Se tem certeza de que não existe mais amor, aí penso que você deveria ser sincero (com você e com seu namorado) e partir para outra. Viver infeliz com outra pessoa é  ruim para ambos. Mas, se achar que ainda existe amor, INVISTA! Amar é punk e se esconder em paixões fugazes é uma distração pra lá de tentadora.
Espero ter ajudado, de alguma forma!
Um beijo e mais clareza pra você nesse momento hardcore!
Fernanda Mello



Ola R.
Que situação delicada, hein? Bom, acredito que seu caso seja triste por um lado mas libertador por outro. Por que? Calma, que o titio explica.
Quero começar com o fato de que acredito que todos os relacionamentos no qual vivemos são uma bagagem e um aprendizado que levamos para a vida toda.
Agora vamos falar do seu caso. Bom, sinceramente acho que sua história com seu atual namorado já tem um desfecho. E perdoe-me a sinceridade, mas a impressão que eu tive é que você está esperando que um milagre traga aquele amor do início, que na verdade ainda está vivo, mas canalizado de formas diferentes. Se você realmente gosta dele, e não quer que ele viva em um mundo de ilusões e infelicidades, chegou a hora de deixá-lo partir. Claro que isso não é fácil, afinal colocar um ponto final em uma história, seja ela qual for, é dolorido pra ambas as partes.
Se você já sentou, conversou com ele (e com você mesmo) e chegou a tais conclusões, não tem porque mentir mais pro coração, pra pessoa que está ao seu lado e que acredita em você. A melhor coisa a fazer nesses casos é ser SINCERO, e trabalhar com a verdade ao seu lado. Caso tente “levar com a barriga”, vai chegar uma hora que você vai magoá-lo por absolutamente não estar envolvido mais no relacionamento. E só mais uma coisa: não faz a Luka e liga o botão “tô nem ai, tô nem ai” e faça o cara sofrer. Afinal, conservar momentos lindos vividos a dois é o que todo mundo deveria fazer.
Um super beijo, boa sorte e muita sabedoria nesse momento pra você.

Espero que o titio aqui (que não é titio ainda, obrigado) tenha ajudado de alguma forma. Não sou psicólogo e nem tenho pretensão disso, só acho que a gente pode ajudar o outro com as lições que tiramos das nossas experiências. Ah, e  se você quiser que o titio fique, peça pra Princesa de Rua! Eu vou amar ajudar vocês de alguma forma!
Titio Gui ~~<3



Curtiram a participação do Gui? Escreva, então, para a gente no contato@fernandacmello.com que sexta que vem estaremos de volta! Um beijo e  um ótimo final de semana, pessoal!



9 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!