.



Olá Fernanda, como vai?

Bom, sou sua leitora, admiro muito seu trabalho. Desde que lançou o Consultório Psicopoético eu estou querendo lhe escrever, mas, sei lá... Sinto vergonha ou medo de ouvir a verdade. Mas como já não sei mais o que fazer... Venho lhe pedir encarecidamente que avalie minha situação e me dê um ajudinha.
Eu e ele nos conhecemos em dezembro de 2011, sempre fomos muito diferentes, só que para mim não fazia muita diferença por que no início eu ainda era apaixonada pelo meu ex. No começo, ainda tentei terminar com ele várias vezes só que ele não aceitava, afirmando que me amava. O tempo foi passando e comecei a amá-lo também.
Agora que vem a parte da história que esta me consumindo.
Bem, sou daquelas pessoas muito expressivas, muito intensa... E ele não... Adoro falar que AMO, mandar SMS, presentinhos e etc... E ele não gosta de nada disso. Eu já tentei conversar, porque isso me machuca muito, mas ele não muda... Ele está sempre comigo, me faz uma gracinha do tipo me dar comida na boca etc... Mas sempre espero mais dele... Sabe, Fê, não sei o que fazer mais... O erro está em mim? Ou está nele? Será que ele não fala que me ama porque tem algum bloqueio ou é porque não me ama mesmo? Será melhor eu sair desta relação? Me ajuda, estou desesperada... DESCULPA pelo texto mas estou muito mal aqui,e se eu não te mandar assim não mandaria nunca...
Abraços
B.




Olá querida B,
Obrigada pelo email tão sincero. Espero poder ajudar de alguma forma. Bom, eu já passei por isso e a única coisa que tenho para dizer é: QUEBRE O GESSO! Aprendi isso com a minha coaching Keli Soares. Essa expressão, na verdade, significa parar de tentar encaixar os caras que amamos em um modelo de homem pre-idealizado por nós e criado lá na infância, em meio às Cinderelas e Brancas de Neve. Não, príncipes encantados não existem! O que precisamos, na minha opinião, é avaliar se os defeitos do outro são aceitáveis ou não. Talvez, pra você, ouvir "eu te amo" seja a coisa mais importante do mundo. Antes eu achava que era. Agora, eu vejo que não. NÃO MESMO. Muitos caras crescem com a ideia de que expressar emoções e fazer declarações não são coisas de "macho". Por isso, meu conselho é simples: preste atenção nas atitudes e nos pequenos gestos do seu namorado, pois ele pode estar dizendo "eu te amo", SEM USAR AS PALAVRAS. Para mim, melhor que ouvir um simples "eu te amo", é saber que ele comprou aquele pão porque sabe que VOCÊ GOSTA, que ele lembrou de VOCÊ ao ouvir aquela música... Sinceramente? Eu te amo, muitas vezes, pode NÃO significar NADA. Mas um cara que não quer sair do nosso lado - isso sim! - quer dizer TUDO.

Um beijo e SEGURA ESSE BOFE!

Fernanda Mello
 

Olá B.

É o seguinte, desde já vou avisar que não vou poupar minha acidez nem minha sinceridade pra você, tá sua linda? Então vamos lá.

Entendi muito bem seu lado de ser intensa, querer presentes, ligações, sms, e eu te amo, dar apelidinhos carinhosos o tempo todo. E me coloquei no lugar do seu namorado por um minuto e cheguei à conclusão de: POR FAVOR, PARE, AMIGA! Isso não é saudável pra você, e afeta diretamente seu relacionamento e a pessoa que está ao seu lado. Em toda relação é normal que um seja mais carinhoso, expressivo ou mais falante que o outro, e isso sendo interpretado da forma correta meio que remete aquele clichê que a gente adora usar: “os opostos se atraem”. Você está insegura, e na dúvida do que seu namorado sente pelo simples fato dele NÃO SER COMO VOCÊ.

Por favor linda, não faça do seu relacionamento um “TRIBUNAL DE CONTAS” onde tudo é pressão e prestação de serviços. Dê espaço pra ele sentir saudades, pra falar que te ama e principalmente pra ser um relacionamento natural.

Dica final: Veja alguns vídeos da Ivana - da maravilhosa - “Avenida Brasil” e reflita. Pode ser que você não seja como ela, mas talvez esteja sendo. E vou te falar: Melado quando é doce demais, fica enjoativo e só serve pra “arrancar” coisas, se é que você me entende.

Beijos, @luis_guilherme! ~~~~<3


Gostou? Também quer participar do nosso Consultório Psicopoético? Então mande seu email para contato@fernandacmello.com que sexta-feira que vem estaremos de volta. A história publicada (e devidamente respondida!) pode ser a sua! Um beijo e bom final de semana!



3 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!