Feliz aniversário pra Betoca!





Falar da Beta é difícil. Palavras não alcançam meu coração. Não assim. Do jeito que eu quero. Do jeito que a Beta merece. Porque – senhoras e senhores! – se você nunca passou por Roberta. Nunca viu Roberta. Nunca conversou, abraçou, olhou para os sapatos incríveis que ela sua... Você não tem a menor ideia do que ela possa te fazer sentir. Você não imagina o que ela é. Não porque ela faça esforço pra ser. (Isso nunca!). Roberta é. Simplesmente. Mil mulheres em uma. Sem fazer força. Sem perder a doçura. Sem perder o brilho, a luz, aquele glamour fantástico de ser uma lady até de Havaianas. Roberta sabe. (E como!). Ela é uma dessas pessoas abençoadas por Deus (e bonitas por natureza!), que você olha sem piscar os olhos. (Medo de ser ilusão e a imagem sumir em segundos.). Mas ela não some. Roberta não é ilusão. Ela é presença. Carinho. Colo. Aconchego. (Mesmo há quilômetros de distância). Ela te escuta. Te  dá a mão. Te  empresta o coração. (E eu não devolvo e ela nem pede de volta. Quer coisa melhor?). E isso não é tudo. Ah, não mesmo. Roberta é espontaneidade, leveza, uma beleza que exala e encanta. Beleza que é por ser: rosto, corpo, cabelo (e que cabelo!!). Uma beleza infinita de alma e de coração. Beleza de saber viver e fazer os outros felizes. Beleza de manter a delicadeza, a educação e o respeito, num mundo onde valores como esses são tantas vezes deixados de lado. Mas ela sabe. Sempre soube. Tem inteligência de sobra, jogo-de-cintura, um coração sem tamanho, uma estrela que brilha dentro dela.  Roberta nasceu JimBob. Foi criada por uma família linda. Comeu as paçoquinhas do vô Flavio, o queijinho da vó Yone, o arroz-com-feijão da Lúcia, lá nos tempos de Conservatória. Ah, e bebeu pinga comigo aos 12 anos de idade, o que pode tê-la estragado um pouco - ou muito. (Pelo menos aprendemos que um bom vinho faz toda a diferença). Mas se causei tal estrago, com Roberta só ganhei. Com ela eu aprendi que ter uma família como a nossa é a coisa mais importante do mundo. Somos irmãs de alma, eternas “farinhas do mesmo saco”. E nos amamos. Tão incondicionalmente que chego a achar que nunca vou conseguir mostrar o que sinto quando o assunto é ela. Porque Roberta só existe Beta. Que é menina, mulher,  prima, amiga,  confidente dessa e de tantas outras vidas. Roberta é família. É dia. Noite. Festa. Casa. Trabalho. Sapatos, maquiagem, risadas e Coca Zero. Minha “Carrie”, na versão Rio de Janeiro, com uma coleção de desejos que ultrapassa sua coleção de sapatos.  Uma vontade de ser que me incentiva e me comove. Ah, a Beta sempre em comove! Porque ela sempre vibra comigo e chora comigo em todos os momentos da minha vida. Ela me deu meu primeiro e eterno fogão (presente mais amado do 504!!), em uma hora que eu tive medo e duvidei de mim. Mas ela me fez ser forte. (Ela sempre me faz ser forte). Está todos os dias ao meu lado, mesmo existindo uma BR-040 entre nós. (O que é uma estrada para um amor sem medidas?). E eu vou... (E viva o telefone, a internet e as passagens promocionais!). Porque ter uma Beta na vida é saber que tudo vai dar certo. Porque ela te dá os melhores sorrisos, telefonemas no meio da tarde, mensagens e palavras soltas para te fazer lembrar: escrever bonito não é nada. O importante é viver bonito. E isso a Beta sabe. (E como sabe!)

BETA, MINHA QUERIDA,
Te admiro muito.
Te amo pra sempre.
Te desejo tudo.

PARABÉNS!

ps: esse texto é antigo, mas meu amor por você é eterno.

mil beijos da prima!





1 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!