Passe Livre

Coluna Larissa Facco




O ATO DA ENTREGA

Em um ato desenfreado de amor, entreguei de bandeja meu coração há alguém que tempos
depois me jogou fora.
Doeu, doeu muito, chorei, sofri, me enfureci, me endureci e jurei nunca mais entregar meu
coração há ninguém.
Isso durou, até o momento que te conheci, até o momento que nossas mãos se encaixaram,
até o momento que nossos lábios se encontraram, que nossos braços se cruzaram e formaram
o elo perfeito. Ali, eu soube que todas as minhas juras de anti-amor, teriam ido por água
abaixo, que toda minha razão já se transformara em emoção, que eu tinha encontrado o lugar
perfeito para minha cabeça repousar e meu coração se prender.

Hoje, vivo na emoção, com o coração pulando para fora, querendo estar onde você está.
Sentindo uma saudade que, há tempos eu desconhecia. Colocando riso no rosto de quem não
ria tanto assim. Provocando avalanches de inspirações em alguém que não tinha mais o
porquê traduzir os sentimentos.

Disso tudo, não espero que de um dia pro outro, você passe a ver o lado bom de viver, muito
menos, que corresponda a todos os meus sentimentos, mas que acredite, mesmo que aos
poucos, em alguém que, não pode te prometer o mundo, mas lhe promete, seu coração. Em
alguém que não pode dizer que nunca vai ter acesso de raiva, mas que promete o mais puro
dos sentimentos. Em alguém que, mesmo com todos os problemas do mundo, quando estiver
com você, fará de você, sua única preocupação. Em alguém que mesmo, com toda insegurança
do futuro, te dará a segurança da fidelidade de seu sentimento. Em alguém que mesmo
sabendo que pode ser cedo para tudo isso, ainda sim está aqui, disposta a entregar seu
coração outra vez. 

Instagram: @larissafacco
Snap: larifacco

0 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!