SUPER-AÇÃO


"Sou apenas o meu tipo inesquecível apesar de, às vezes, me achar uma porcaria".
(Elis Regina)


Não sou boa com números. Com frases-feitas. E com morais de história. Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. Uma palavra que nunca dorme. Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil. Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua. Me irrito fácil. Me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E – sem saber – busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir... Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem – na verdade – a gente é.

Um brinde ao inesperado! E às diversas formas de seguir em frente! (foto Alê Ladeira)




Moda pode ser tudo... Com Rosa Guariglia


"(...) viver é etcétera..."
Guimarães Rosa

Olá!

Na minha primeira coluna (10/07), contei que estava recém-chegada de uma viagem de férias, lembram? Fui para Santorini no final de junho para aproveitar o inicio do verão europeu sem preços de altíssima temporada. Foi a minha primeira vez na Grécia e a-mei.

Santorini é um lugar absolutamente cenográfico (dizem que a antiga Atlântida era lá), e a cor do geladíssimo mar Egeu é de um azul impressionante. 

A viagem toda foi perfeita, com comida deliciosa, amigos que fazem a gente se sentir em casa, muito vinho e drinks na praia. 

Para continuar a série de acessórios- souvenirs que trago de viagem, descobrimos a galeria Mati (matiartgallery.com) que, entre quadros e esculturas, vende joias de prata e ouro que reproduzem peixes e, segundo o dono, são os mais representativos da ilha. 

Voltei com o colar comprido da foto, que tem uma cabeça de peixe pendurada. Pode ser controverso, mas juro que a gente demora um pouco a entender o que é...eu achei lindo. 

As duas cidades da ilha, Fira e Oia, têm muitas lojas de acessórios que vendem pulseirinhas com pedrinhas delicadas, até meios hippies, e algumas que lembram muito tudo o que vi em Istambul, por causa dos pingentes de mão de Hamsa (ou mão de Fátima) e da pedra turquesa, como o anel que está na foto, que ficou grande no dedo e eu cismei de trazer mesmo assim. 

Tem coisa melhor que viajar nas férias? Claro que sim, mas a vida passa muito rápido para não realizar alguns sonhos.

beijos,
Rosa


Rosa Guariglia é mineira de Belo Horizonte, advogada e sempre teve um espirito meio transgressor, procurando brechas para não parecer nem careta e nem muito moderna. Adora revistas de moda e tem a mania de fazer álbuns de referências de imagens de editoriais (e fotos de cabelos, lugares, dicas de onde ir...ufa!) para se inspirar. A maior fonte, segundo conta, são os amigos, de todas as áreas e que sempre mostram um olhar diferente para a vida. Para ela, a diferença nas formas de pensar e os pontos em comum que elas criam, é o que importa.




0 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!