Sexta-feira, enfim!



Agora, a coluna do nosso queridíssimo Gustavo Rezende:


A sétima arte, em palavras - Gustavo Rezende

Sabe aqueles filmes que mais parecem um emaranhado de retalhos de outras produções? Esse é o caso do thriller psicológico Presságios de um Crime.
A primeira "incursão" do brasileiro Afonso Poyart em solo americano resulta em um longa indigesto, que mistura filmes como O Silêncio dos Inocentes, Seven e O Vidente. Estão aqui todos os clichês de filmes envolvendo serial killers. 
Em primeiro lugar, temos o psicopata que mata suas vítimas seguindo um ritual próprio, e deixa pistas para o FBI em forma de bilhetes. Para consolidar a falta de criatividade do projeto, temos a dupla de detetives que, incapazes de desvendar os crimes, procura um experiente agente aposentado / traumatizado para ajudá-los na investigação. Essa premissa, explorada à exaustão nas produções dos anos 90, está de volta e é "apimentada" por um elemento que, na minha opinião, tira toda a verossimilhança do longa. Dotados de um exagerado poder de prever o futuro e enxergar o passado, dois personagens do filme são retratados como verdadeiros super-heróis, autênticas "Mães Diná". Suas visões são tão complexas que, somente de ver alguém passar, já são capazes de traçar um raio-X completo de suas vidas, seu estado de saúde e seus dramas. Sutileza aqui passou longe!
Poyart - diretor do arrojado Dois Coelhos - tem um grande talento para edição e montagem de seus materiais, e aqui ele utiliza todos os recursos disponíveis para sobrepor imagens e costurá-las no meio das cenas. Além disso, o diretor usa e abusa de passagens em câmera lenta, e travellings giratórios em torno de seus personagens. Visualmente o filme é bem criativo, e injeta movimento a um gênero que habitualmente é denso e sombrio.
Nem o elenco estelar, composto por nomes como Anthony Hopkins, Colin Farrell e Jeffrey Dean Morgan, salva essa produção mediana, que nada acrescenta a um gênero tão fascinante e envolvente como o suspense psicológico.

Gustavo Rezende (instagram @gustavosrezende) é publicitário, especialista em desenvolvimento de produtos cosméticos e amante da sétima arte. Criador do instagram @cinediario, contribui semanalmente com críticas, indicações e curiosidades sobre os melhores filmes.













0 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!