Hoje tem cinema!



Agora, a coluna do nosso queridíssimo Gustavo Rezende:

A sétima arte, em palavras - Gustavo Rezende


A semana do Oscar foi tão corrida, que acabei esquecendo de postar a resenha (na verdade um alerta) sobre o medonho filme Deuses do Egito. Sabe aqueles comerciais do refrigerante Dolly? Guardadas as devidas proporções, é mais ou menos isso que esse longa representa para a indústria cinematográfica. Extremamente mal feito, repleto de subtramas desnecessárias e com um elenco mal escalado (brancos representando egípcios?), Deuses do Egito parece um daqueles jogos virtuais onde nada parece real. Muito dessa artificialidade se dá pelo sério problema de imersão entre os personagens e a "tela verde". Os elementos visuais, inseridos por computação gráfica, são desconexos com os elementos físicos, gerando uma interação com planos completamente distintos. Uma verdadeira atrocidade! Não sei onde o bom diretor Alex Proyas estava com a cabeça, quando decidiu aceitar o desafio de rodar esse filme descartável. 
E o roteiro? Desde 50 Tons de Cinza não vejo algo tão ruim nos cinemas. Com um argumento raso, confuso e completamente sem foco, Deuses do Egito é como aqueles restaurantes que servem churrasco, pizza, comida japonesa e sanduíche. Ou seja, tem uma série de variantes, mas não faz nenhuma delas com consistência. 
Extremamente caricato e afetado, Gerard Butler passa longe da sua atuação em 300. Orquestrando um plano completamente sem sentido - ele quer destruir e, ao mesmo tempo, dominar o mundo - seu personagem passa quase toda a projeção emitindo sons inaudíveis, e compondo expressões faciais dignas de um bom canastrão. O resto do elenco também está no mesmo nível de Butler, e nada faz para "salvar a pele" desse grande fiasco.
Se você ainda não viu, não perca seu tempo! Guarde o dinheiro pra comprar ovos de Páscoa, afinal eles estão saindo pelos "olhos da cara".


Gustavo Rezende (instagram @gustavosrezende) é publicitário, especialista em desenvolvimento de produtos cosméticos e amante da sétima arte. Criador do instagram @cinediario, contribui semanalmente com críticas, indicações e curiosidades sobre os melhores filmes.













0 Fala, coração!:

 

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Dia 03 de dezembro tem Gabi Mello!

Anuncie aqui!